ff

Blog do Sarico - (54) 8135 1778 - fabiocrestani11@gmail.com
quarta-feira, 15 de dezembro de 2010
Árvores que se vão

Quem é amante da natureza, da vida, deve ficar muito triste quando vê uma árvore tombar ao som inconfundível de uma motosserra. Por outro lado sabemos que este é o preço pago pelo progresso e que para se viver bem e melhor é preciso agredir o meio ambiente derrubando uma ou mais árvores. Não deveria ser assim, mas é assim.

Aqui em Tapera muitas árvores chamaram minha atenção nestes anos todos. Tivemos aqui exemplares de todos os tipos e tamanhos que, juntas, criaram uma bela paisagem que impressionou os forasteiros. Hoje, pelo seu porte, Tapera é uma das cidades mais arborizadas do Estado e quem sabe do País. Quem não acredita é só ir para as partes altas da cidade e observar. Vai se surpreender.

Em frente à Cantina Italiana havia um bonito jacarandá. A árvore chamava atenção pela sua sombra, que protegia pessoas e carros no forte do verão, e na primavera, após uma chuva ou vento, era bonito de ver a calçada mudando de tonalidade graças as suas flores, passando do cinza para o roxo. O mesmo acontece com aquele ipê roxo na frente da Xmaster, que por enquanto ainda está lá. Na primavera ele também produz seu tapete. Mas, nós não veremos mais o tapete roxo em frente à Cantina porque a árvore foi derrubada. Se isso aconteceu é porque foi solicitada por alguma razão. Paciência, mas a idéia é falar da beleza das árvores.

Quando guri, na esquina do hoje escritório da Corsan, bem no meio do cruzamento das ruas Tiradentes e Pedro Binni, havia um pé de chorão gigantesco, com galhos que vinham até o chão. Aquela árvore era belíssima pelo seu tamanho, formato, seus galhos grossos e tortos e aqueles mais finos que desciam até encontrar o solo. Nestes galhos dava para se embalar como se fossem um cipó. Seria maravilhoso se a sanga que corria ao lado dele fosse maior e mais funda. Quando fizeram o calçamento na TIradentes, ao invés de criar algo para proteger a árvore, a administração municipal da época resolveu colocar uma máquina sobre ela e derrubá-la. Esta cena nós vimos, com muita tristeza, do campinho de futebol que tínhamos nos fundos da antiga residência de Hermes Crestani. Naquele tempo, lamentavelmente, não se tinha a consciência ecológica que se tem hoje.

Aquele pé de chorão, por seu porte e beleza, podia ser visto de todo o centro da cidade. Quem passava pela Avenida XV de Novembro, entre a Casa das Correias, do Odilon de Castro, pai do Dr. João Vianei, e da Transportadora Luft, onde hoje estão dois prédios de moradia, via a imponência daquela árvore. Muitas vezes, debaixo dela reunimos a gurizada para brincar: jogar bola, caçar ou tomar banho na Rua Azul ou no “Monte” do Seibel. Aquela árvore, talvez, tenha sido a mais bonita de Tapera. Outra que chamava atenção era um pinheiro que existia na fonte da propriedade de Albano Seibel, na hoje Rua Júlio Henrich. O tamanho dele era impressionante. Pelo que sei a árvore foi derrubada pelo vento.

Tapera teve muitas outras árvores, tanto na cidade como no interior, que chamaram a atenção pela sua singularidade. Hoje, apesar de toda esta agressão ao meio ambiente, ainda temos uma arborização muito boa na cidade, que impressiona. Fico imaginando como seria Tapera hoje se há 30, 40 anos houvesse a consciência ecológica atual. Talvez nossa cidade estivesse no meio de uma mata considerável. Peça a opinião de quem vive em uma cidade grande, rodeado de concreto e cinza, ou para quem reside no sertão, rodeado de areia e sol, o que acham da sua cidade.

O homem parece que tem prazer em derrubar árvores, o que é lamentável. O maior problema é que uma para fazer sombra e dar frutos demora muitos anos e para deixar de ser um estorvo leva menos de meia hora. Tenho um amigo que diz que o que lhe preocupa não são as árvores que são cortadas, mas as que não são plantadas. Ele está certo, mas não totalmente.

Tomara que um dia as gerações futuras tenham uma consciência de preservação da natureza bem maior do que a nossa. Nós fizemos avanços nestas três ou quatro décadas, mas nestas próximas deverá haver uma consciência muito maior, porque hoje, se estamos protegendo o meio ambiente, muito em breve estaremos protegendo as nossas vidas.

Cortar árvore, aos olhos do mundo atual, não é nada politicamente correto. As pessoas não gostam. Elas não falam, mas seu olhar reprova. Cortar árvore não é legal.

Postado por Sarico as 09:45 e tem 12 comentarios
12 Comments:
Anonymous Anônimo disse...

Sou contra derrubada de árvores

15 de dezembro de 2010 10:39  
Anonymous Anônimo disse...

Que feio cortar árvores.

15 de dezembro de 2010 12:42  
Anonymous Anônimo disse...

Boa redação, Sarico. Essa ideia que Tapera é arborizada e isso é o suficiente está erradadissima. A cidade carece de áreas verdes para combater a poluição (todo mundo sabe de onde), para diminuir as enxurradas, para reduzir o calor no verão, para eventos musicais ao ar livre, para andar de bicicleta ou mesmo a pé, para ter mais pássaros e animais silvestres, para ter um acesso a um laguinho, etc. Isso sim faria um diferencial na qualidade de vida dos moradores e no visual da cidade.

15 de dezembro de 2010 15:32  
Anonymous Anônimo disse...

Sou morador das cercanias.
Vamos corrigir, a rua Tiradentes é da Avenida para o bairro Progresso, do outro lado da Avenida em direção ao Correio é Avenida José Baggio.
A árvore "chorão" tens razão Sarico, era imponente e apreciada por muitos, e, outros queriam a sua remoção pois ela após a abertura da rua/avenida ficou literalmente 50 cm rua a dentro, o que muitos motoristas viam ali "perigo". Ela não foi cortada , foi tentativa de "Homicídio", depois, ha... depois a arrancaram...
Naqueles anos atrás não "tinha-mos" a consciência ecológica atual onde provavelmente, talvez... podeia ser "salva".
As outras árvores que estão sendo cortadas pela cidade todas tem "justificativas" para "corte" , depende do observador ou do "analista" ou do "bom ou mau humor" de quem decide...
Observe a nossa Praça Central - se todos "calarem", sobra poucas para contar ou "viver".
E, a questão além de plantar, é saber o que plantar pois existem várias árvores inadequadas (tamanho) e devem serem "cortadas" pois representam perigo real à vida das pessoas e residências, é só olhar mas, respeito quem gosta de conviver com um imenso Pinheiro ou Guapuruvú...
A melhor palavra ainda é SUBSTITUIÇÃO por outras ADEQUADAS...
A melhor arborização que conheço aqui em Tapera se chama EDUCAÇÃO !
RESPEITO ! CONVIVÊNCIA !...

15 de dezembro de 2010 15:52  
Anonymous Anônimo disse...

Sarico, assististe o Jornal Nacional ontem?
A cidade de São Paulo está iniciando, a exemplo de Tapera, um novo projeto de arborização. Nos últimos anos a cidade sofre com quedas de árvores velhas, espécies equivocadas em locais inadequados, etc. Os melhores engenheiros florestais do País estão trabalhando nisso e apoiam o projeto.
Considero ignorância as pessoas confundirem preservação florestal com arborização urbana. Qualquer pessoa que tem um senso mínimo de urbanização sabe que a arborização das cidades deve ser muito bem planejada.
Áreas verdes, parques são uma coisa; arborização urbana é outra coisa.
Quem mora numa cidade que carece de infra estrutura urbana como vias de acesso, rede de esgoto, rede elétrica, rede de água, etc., tem que conviver com uma arborização condizente com tal estrutura.
Quem preferir, faça um 'matinho' particular no seu quintal. Ou vá morar em alguma propriedade rural.

15 de dezembro de 2010 18:20  
Anonymous Anônimo disse...

Sarico, maravilhoso teu texto. Parabéns! Também sou contra o corte de árvores, sem que outra ocupe o mesmo espaço. Mas, essa não pode ser qualquer uma. Tem de haver um estudo técnico por trás deste plantio.

15 de dezembro de 2010 21:05  
Anonymous Anônimo disse...

E aquela seringueira que havia dentro de um prédio, ali na esquina na frente do Clube Aliança (onde agora há uma loja de calçados), lembram? Os galhos saíam pela janela, era surreal. Só eu lembro disso? Ou será que essa árvore nunca existiu, é delírio meu?

15 de dezembro de 2010 21:19  
Blogger Sarico disse...

Para o das 21h19min.
Não é delírio não. Aquela seringueira existiu. Ela foi plantada pelo proprietário do prédio, Edvino Maldaner, onde por muitos anos funcionou a Loja Maldaner, num canteiro interno. A árvore adquiriu um tamanho considerável e precisou ser cortada porque estava entortando as janelas do segundo andar e também o piso. De fato, a seringueira era muito bonita. Chamava atenção o tamanho do seu caule e das folhas.

15 de dezembro de 2010 21:31  
Anonymous Anônimo disse...

Brilhante sua posição sobre o corte das nossas árvores.
Infelizmente quem derruba não tem a capacidade de plantar sequer uma delas.

15 de dezembro de 2010 22:51  
Anonymous Anônimo disse...

o das 18:20 é o exemplo tipico do acomodado, conformado com tudo e que ainda estoura o balão dos outros.
"Quem preferir, faça um 'matinho' particular no seu quintal. Ou vá morar em alguma propriedade rural" Se fosse assim, o ser humano ainda estaria morando em cavernas.

16 de dezembro de 2010 14:06  
Anonymous Anônimo disse...

O que aconteceu em frente à Cantina Italiana foi o resultado da cortação indiscriminada de árvores ocorrida à pretexto de "melhoramentos" cujos critérios em nenhum momento obedeceram ao grau mínimo de cultura que esta Administração pensa que tem.

16 de dezembro de 2010 22:08  
Anonymous Anônimo disse...

De novo a Administração ! Tudo é ela, mas não falam do que se faz de bom...
Daqui a pouco até plantar arvores é errado, se for da Administração...

19 de dezembro de 2010 14:59  

Postar um comentário

Voltar ao blog



Posts mais recentes Posts mais antigos

 
Google
 

?timos Posts

Ano vermelho
A riqueza dos municípios da região segundo seu PIB...
PENSAMENTO DO DIA
Os investimentos das montadoras
As novas notas do Real
Adeus Mundial FIFA
Tempo
Quem vencerá a semifinal do Mundial de Clubes?
Por que o América perdeu o título 2010
EUA dizem que Brasília pode ser alvo de terrorista...

Arquivos

Agosto 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011 Março 2011 Abril 2011 Maio 2011 Junho 2011 Julho 2011 Agosto 2011 Setembro 2011 Outubro 2011 Novembro 2011 Dezembro 2011 Janeiro 2012 Fevereiro 2012 Março 2012 Abril 2012

 

 

 

WM INTERNET