ff

Blog do Sarico - (54) 8135 1778 - fabiocrestani11@gmail.com
quinta-feira, 16 de dezembro de 2010
Cuidado com o protocolo

Tenho participado de solenidades por ai e visto cada surra no protocolo... Bem que quem promove um evento poderia dar uma atenção toda especial a ele, porque, pode não parecer, mas haverá um monte de gente presente que conhece e entende de protocolo e que irá reparar. E fatalmente comentar, na hora ou depois.

No protocolo existe um montão de regras, frescuras como dizem alguns, mas que são importantes para abrilhantar o evento e dar a ele a devida importância. As mais importantes são: o posicionamento correto das bandeiras, levando em conta a quantidade; o chamamento das autoridades na composição da mesa ou do palanque, respeitando a importância dos cargos; e a ordem das falas destas autoridades, também levando em conta a importância do cargo.

Poderia escrever muito sobre protocolo, mas vou-me a ter aos mais importantes, ao básico. Assim, seria bom a quem promove eventos com certa regularidade, que comece a dar a devida atenção a ele. Protocolo é coisa séria que reflete o conhecimento e o profissionalismo do promotor do evento.

Duas coisas precisam ser sabidas por quem promove eventos e pela comunidade em geral: 1º – Não é o povo que fica na frente das bandeiras. Elas é que ficam na frente do povo. E 2º – A maior autoridade é aquela que detém cargo público, via voto. Assim, primeiro o executivo, depois o legislativo, depois o judiciário e ai vem os demais, dependendo do lugar que ocorre o evento, de quem o promove e de quem está presente a ele. A fila poderá ser longa.

Nós jornalistas (profissionais e diplomados) precisamos levar isso em conta, por ser quase uma obrigação. Mais. Protocolo mal conduzido é como gargalhada em velório: não faz sentido. E todo mundo repara.

Postado por Sarico as 08:22 e tem 3 comentarios
3 Comments:
Anonymous Anônimo disse...

Toma Sarico!
Gostei particularmente dojornalista "formado e diplomado".
Foi uma direta para alguém que conheço.

16 de dezembro de 2010 21:41  
Anonymous Anônimo disse...

Bah Sarico acho que o chapéu serviu direitinho pra um "pseudo jornalista", aonde esse jornaleco se formou.Teu blog tá dez.

17 de dezembro de 2010 13:19  
Anonymous Anônimo disse...

Mas "aquele" que se diz jornalista apresenta um número de jornalista.Mas que número é este?Alguém teria coragem de se submeter a uma cirurgia com um "médico" que não fosse formado?Agora uma pessoa que passa no mínimo 4 anos numa faculdade e se forma é um profissional com registro na sua entidade de classe, aí vem um cara sem diploma dizer que é jornalista.Fala sério.

18 de dezembro de 2010 19:36  

Postar um comentário

Voltar ao blog



Posts mais recentes Posts mais antigos

 
Google
 

?timos Posts

Os dois maiores fiascos do Inter
Vergonha na Polícia
Frio em dezembro
Lula x Obama
CPMF
Deputados aumentam salários próprios, dos ministro...
Clarissa Mombelli na BAND
Árvores que se vão
Ano vermelho
A riqueza dos municípios da região segundo seu PIB...

Arquivos

Agosto 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011 Março 2011 Abril 2011 Maio 2011 Junho 2011 Julho 2011 Agosto 2011 Setembro 2011 Outubro 2011 Novembro 2011 Dezembro 2011 Janeiro 2012 Fevereiro 2012 Março 2012 Abril 2012

 

 

 

WM INTERNET