ff

Blog do Sarico - (54) 8135 1778 - fabiocrestani11@gmail.com
segunda-feira, 10 de janeiro de 2011
Não foi só Lula que teve aprovação de 82% no Brasil

A extraordinária popularidade de Lula ao término do seu governo (82% de aprovação) levou ao endeusamento da sua figura política. Mas, não foi somente ele que atingiu tal índice de popularidade. Quem também chegou a gozá-la foi o general Emilio Garrastazu Médici, gaúcho de Bagé, chefe do governo militar de 1969 a 1973.

A ditadura estava no seu oitavo ano, no terceiro general, e Médici cavalgava em popularidade, progresso e desempenho. O Brasil vivia seu milagre econômico. Tanto é verdade que uma pesquisa do IBOPE, realizada em julho de 1971, atribuíra-lhe 82% de aprovação. Em 1972 a economia cresceria 11,9%, a maior taxa de todos os tempos. Era o quinto ano consecutivo de crescimento superior a 9%. Quando o Brasil voltará a crescer 9%?

Alguns dados daquela época:

1 – A renda per capita dos brasileiros aumentara 50%.

2 – Pela primeira vez na história as exportações de produtos industrializados ultrapassaram a casa de 1 bilhão de dólares. Duplicara a produção de aço e o consumo de energia, triplicara a de veículos e quadruplicara a produção de navios.

3 – A Bolsa de Valores do Rio de Janeiro tivera em agosto uma rentabilidade de 9,4%. Vivia-se um regime de pleno emprego. No eixo Rio – São Paulo executivos ganhavam mais que seus similares americanos ou europeus.

4 – Kombis de empresas de construção civil recrutavam mão de obra no ABC paulista com altos falantes oferecendo bons salários e conforto nos alojamentos.

5 – Um metalúrgico ganhava o bastante para comprar um Fusca novo – seria hoje como um Fiat Uno. Em apenas dois anos os brasileiros com automóvel passaram de 9% para 12% da população e as casas com televisão de 24% para 34%.

6 – O Secretário do Tesouro americano, John Connally, dissera que "os EUA bem poderiam olhar para o exemplo brasileiro, de modo a pôr em ordem a sua economia". Imagine...


Quem quiser saber mais sobre o general-presidente leia o livro "A ditadura derrotada", de Élio Gaspari.

Postado por Sarico as 18:09 e tem 3 comentarios
3 Comments:
Anonymous Anônimo disse...

Enquanto isso, nos porões dos quartéis, a sujeira era reciclada...

10 de janeiro de 2011 20:51  
Anonymous Anônimo disse...

Falar do Médici agora é como comentar durante a derrubada do Muro de Berlim que o tijolo, na construção, estava barato.
Pior ainda, condenar a derrubada porque o tijolo era de boa qualidade.
Elogie as borboletas.

11 de janeiro de 2011 08:28  
Anonymous Anônimo disse...

Sarico, esta errado a popularidade do LULA terminou em 87%

11 de janeiro de 2011 13:02  

Postar um comentário

Voltar ao blog



Posts mais recentes Posts mais antigos

 
Google
 

?timos Posts

Clarissa Mombelli em 2011
Inflação: 5,91%
Estou feliz
O que é pior?
Coisas de Brasil
PT e PMDB
Tiroteio nos EUA
Trânsito pesado no centro de Tapera
Justiça lenta
PMDB barganha

Arquivos

Agosto 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011 Março 2011 Abril 2011 Maio 2011 Junho 2011 Julho 2011 Agosto 2011 Setembro 2011 Outubro 2011 Novembro 2011 Dezembro 2011 Janeiro 2012 Fevereiro 2012 Março 2012 Abril 2012

 

 

 

WM INTERNET