ff

Blog do Sarico - (54) 8135 1778 - fabiocrestani11@gmail.com
segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011
Morreu Adão Pezenti

Adão Rotta Pezenti, ícone da fotografia regional e personagem que faz parte da história de Tapera, por suas fotografias de alta qualidade, tiradas em uma época em que não se sabia o que era qualidade, morreu à noite passada, em Paracatu (MG), em conseqüência de um acidente de trânsito e também por problemas de saúde.

A história de Adão Pezenti se confunde com a de Tapera, porque nos principais e maiores eventos realizados no município e também de suas famílias, lá estava ele com sua câmera tirando fotos. O Adão fazia o impossível para ter uma boa imagem do evento ou de uma festa em geral. Era um gênio na arte da fotografia.

Conheci o Adão muito cedo, já que foi sempre o fotógrafo oficial de nossa família. Minhas fotos, desde criança até quando foi embora de Tapera, foram tiradas por ele, assim como de meus familiares. Comecei a ter um contato maior com ele quando comecei a trabalhar no Tapera Bureau do qual era seu cliente. Fiz muitos serviços para ele.

O Adão era uma figuraça. Além de grande artista tinha um humor fora do comum. Podia estar doente, mas não perdia o bom humor. E estava sempre rindo. Quando me encontrava na rua, me parava para saber as novidades, e quando ia ao seu estúdio, me segurava um bom tempo para falar sobre tudo e claro, sobre fotografia, arte que sempre gostei e vivia pedindo-lhe dicas, que nunca me sonegou. Aprendi muito com ele.

Lembro do seu atelier, a Foto Modelo, localizado na Rua Rui Barbosa, na quadra ao lado da Igreja Matriz. Eu ia lá seguido. Logo na entrada havia dois murais com fotos de pessoas que tiraram fotografia, mas que não foram buscá-las e ele as colocava lá para que viessem retirá-las. Entrando, na parte de baixo do prédio de dois pisos, havia uma pecinha apertada, à esquerda, onde ficavam o escritório e o estúdio de revelação. Na peça maior, ficava o salão onde eram tiradas as fotos. Naquele espaço havia dois sofás grandes e uma cadeira daquelas tipo de igreja, onde os padres sentam. E havia algumas colunas de papelão em estilo grego e vários cenários. Na parede havia ainda vários quadros de pessoas. E de duas não esqueço exatamente pela amizade que tenho com eles: o ex-prefeito e empresário Isidoro Gregório Simon, tirada para a campanha poítica, e do advogado e ex-vereador Rafael Viero, quando criança. No alto ficava o arquivo das fotos que impressionava pelo conteúdo. O Adão tinha grande quantidade de fotos do município, da cidade, de famílias e de pessoas. Naquela época não se dava valor para uma fotografia, mas se fosse hoje, aquele acervo teria grande valor comercial por seu valor histórico.

Nas festas, o Adão, fazendo qualidade nos anos 60 a 80, quando ninguém sabia o que era isso, se preocupava com o visual das pessoas e do cenário ao redor. Ele cansava de se preparar para bater a foto e parar e ir até o pessoal para ajeitar uma gola, uma gravata, um cabelo ou outra coisa qualquer. Até no cenário de fundo ele mexia, para que tudo saísse bonito. “Olha o passarinho!”, esse era o aviso de que o obturador iria ser acionado e o pessoal sabia que não deveria piscar. Havia ainda o “Um passinho prá trás, faz favor”. O Adão não media esforços para pegar o melhor ângulo de uma foto. O cara era muito bom.

O Adão tinha muitas histórias para contar e seguido as contava. E uma delas era especial. Era da visita que o ex-presidente Getúlio Vargas fez a Carazinho, nos anos 50, e que ele cobriu. Diz que, quando Getúlio passou, de terno branco, dentro de um carrão preto, este parou na Avenida Flores da Cunha, próximo a Prefeitura, e desceu, ficando a alguns passos dele. O Adão, pediu “licencinha” e foi indo, indo... até chegar na frente do presidente. Puxou a máquina para cima, para bater a foto, e quando olhou no visor estava na sua frente um negrão do tamanho de um armário de seis portas. Era Gregório Fortunato, segurança do presidente, que lhe olhou no fundo dos olhos. O Adão contou que o olhar daquele homem gelou sua espinha, mas ai ele viu a câmera, sorriu e deixou que batesse uma foto do presidente, bem de perto. “Só consegui bater uma foto”, contava lamentando e vibrando. E essa foto infelizmente se perdeu ou foi vendida para alguém. Ele não lembrava. O Adão também me contou da dificuldade em bater fotos da Praça Olavo Bilac, atual Dr. Avelino Steffens, e da cidade, do alto da Igreja Matriz, sem nenhuma segurança.

O Adão, esse artista, pessoa, colaborador e amigo, partiu e deixará muitas saudades nos seus amigos e conhecidos. Uma pena não ter nenhuma foto dele para colocar aqui e prestar-lhe uma homenagem. Vou me penalizar por isso durante muito tempo.

A partir de hoje o céu estará diferente, com flashes para todos os lados. E as frases “Um passinho prá trás, faz favor” ou “Olha o passarinho”, serão uma constante lá no alto. E se ele levou a máquina junto, seus amigos e conhecidos que partiram antes, certamente vão querer fazer pose para ele.

Adão Rotta Pezenti será sepultado em Paracatu (MG).

Postado por Sarico as 11:57 e tem 12 comentarios
12 Comments:
Anonymous Anônimo disse...

Olha o erro de português: o Sarico escreveu o sobrenome PRESENTI e o Marcelo escreveu PREZZENTE, qual é o correto? Mas de qualquer forma uma perda para Tapera, visto o quanto ele contribuiu com suas fotos, inclusive fotos da minha infância era ele quem tirava.

28 de fevereiro de 2011 12:44  
Blogger Sarico disse...

Amigo ou amiga, no texto não aparece PRESENTI. E o sobrenome do Adão era PEZENTI, com "Z".

28 de fevereiro de 2011 13:27  
Anonymous HAL disse...

Sarico, parabéns novamente. Emocionante o teu texto. Relatas fielmente tudo. Mas, uma coisa me intriga: Por que tu não escreve sobre todos os que morrem em Tapera, principalmente aqueles que mais se destacam? Essa curiosidade eu tenho, meu amigo. E ai? ABRAÇO, contador de Histórias.

28 de fevereiro de 2011 14:21  
Anonymous Anônimo disse...

Sarico tu esqueceste outra fala celebre do Adão.Lembra que ele falava na hora da foto:"SORIZINHOOO". Sorriso com um erre só.Era muito engraçado.

28 de fevereiro de 2011 15:19  
Anonymous Anônimo disse...

O Adão era e sempre será um ícone para Tapera. Quem não tem uma fotografia que seja tirada pelo tio Adão??
Lembro quando ele fechou o estúdio em Tapera, muita gente lamentou e esperava que ele voltasse para Tapera para fotografar novamente. Agora, ele nos iluminará com seus flashes lá de cima, e pode ter certeza que Deus ganhou um bom fotografo para compor seus escolhidos e guardar as imagens das mais belas festas que lá acontecem.
Fica com Deus!

28 de fevereiro de 2011 21:22  
Anonymous Anônimo disse...

Quem tirou fotos com ele sabe!!
Olha o " passarinhooo", sorriso...mas pra direita, ah, não, é pra esquerda...reto o pescoço...é mais pra o lado...a não..!!! sempre com seu jeito alegre de trabalhar com as pessoas, com certeza nos deixa muita saudades, fica com DEUS amigo!

1 de março de 2011 01:25  
Anonymous IL OBSERVATORE disse...

Sarico, te manteve fiel ao texto. Muito bonito ele, rico em informação. Já o outro fez duas ou três “emendas” no dele. Muito boa a tua leitura sobre o contexto. Nota 10 prá ti, tá?

1 de março de 2011 08:32  
Anonymous Renato Finger disse...

Mais uma celebre frase do Adão: “e aí mano!”

1 de março de 2011 09:29  
Anonymous Anônimo disse...

Subia em bancos na igreja para um melhor "ângulo"sem se importar se importunava alguém ,o que ele queria era uma foto de qualidade,e isso,só ele fazia...Pedia licença,e lá ia o Adão,ah! e as fotos 3/4,depois do Adão,são horriveis,pois ele ia na cara da gente e dizia,licencinha,e arrumava a gola,o cabelo, o bigode,até o nariz ,se precisava....até mais ves,Adão....

1 de março de 2011 13:14  
Anonymous Anônimo disse...

Sugiro que, após conversar com os familiares do falecido Adão, a administração pública ou algum particular, com base no acervo fotográfico deixado por ele, façasm uma exposição das fotos.

1 de março de 2011 16:09  
Anonymous Anônimo disse...

Esse cara viu Tapera crescer. E a muitos de nós também.

Acho muito boa a idéia de uma exposição de fotos antigas do acervo.

Ademais, sugiro à câmara municipal nomear alguma rua nova com o seu nome.

1 de março de 2011 22:47  
Anonymous Anônimo disse...

MANO, MANO, MANO
VAIS COM DEUS
JÁ SENTIMOS SAUDADE

4 de março de 2011 09:26  

Postar um comentário

Voltar ao blog



Posts mais recentes Posts mais antigos

 
Google
 

?timos Posts

Morre Moacyr Scliar
Tapera, 56 anos
Câmbio de treinadores
Voto das mulheres
O perigo da alta velocidade
América
Clarissa Mombelli
FRASE DO DIA
Salário Mínimo
Rodovia Emílio Theis: Deputado Westphalen entrou c...

Arquivos

Agosto 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011 Março 2011 Abril 2011 Maio 2011 Junho 2011 Julho 2011 Agosto 2011 Setembro 2011 Outubro 2011 Novembro 2011 Dezembro 2011 Janeiro 2012 Fevereiro 2012 Março 2012 Abril 2012

 

 

 

WM INTERNET