ff

Blog do Sarico - (54) 8135 1778 - fabiocrestani11@gmail.com
sábado, 12 de março de 2011
Tsunami, a visão do fim do mundo

Alguém tem ideia do que uma delas pode fazer? O bom (para nós) é que, talvez, nunca tenhamos uma coisa dessas por aqui. Mas, quem viu (e sentiu) uma jamais esquecerá do seu poder de destruição, da sua devastação. Segundo o relato de um brasileiro que mora e trabalha no Japão, uma onda, de “apenas” 10 metros de altura, entrou 15 quilômetros continente a dentro, levando tudo pela frente. E ele não conseguiu relatar na totalidade o que aquele turbilhão de água provocou. Conforme o paranaense, a onda é da altura de um prédio de quatro andares.

Imagine o que aconteceria nas praias brasileiras se uma dessas surgisse aqui. Fico imaginando o que seria da cidade do Rio de Janeiro, que tem menos de três quilômetros entre o mar e os morros, se uma batesse lá. Comburiú é outro exemplo, assim como tantas outras cidades litorâneas.

A propósito. Você viu na televisão o que a “ondinha” provocou no Japão? Quem viu uma onda dessas pode dizer que viu a visão do fim do mundo. O Japão pode ter dinheiro para se reconstruir fácil e rapidamente, mas o medo e o sentimento de impotência das pessoas marcaram todas, para sempre.

Postado por Sarico as 08:32 e tem 7 comentarios
7 Comments:
Anonymous Anônimo disse...

A natureza está começando se manifestar, pois depois de todos esses anos de impunidade, de imprudência do homem com a natureza os efeitos estão surgindo.
Como sabemos quem acompanha os noticiários, o nível de água do mundo está aumentando ou seja os continentes estão começando a serem submersos lentamente. A camada de Ozônio, assim como os pequenos atos praticados por anos, isso inclui desmatamentos, poluição aquífera, drenagens em olhos de água assoreamento dos rios isso tudo se colocarmos numa balança veremos que o peso ultrapasso o que comporta, e as leis ambientais de fato começaram a vigorar tarde, porque tudo o que vemos é consequência da imprudência mais uma vez do homem, geralmente em benefício próprio e particular.
Se aqui em tapera existe uma situação lamentável que é a questão do curtume, que por hora está contaminando nossos leitos de água, e a situação persiste e é indignatória.
Não sabemos o que pensar se o Ministério Público está sendo conivente com isso sabendo que as denúnicas já foram inúmeras e não se resolve.
Não adianta nós termos empregos em Tapera, se nós tivermos que trazer água e comida de outro lugar.
Eu acho q precisa alguém tomar peito e resolve essa situação qnto a nossa cidade.

12 de março de 2011 16:05  
Anonymous Anônimo disse...

Esta equivocada a pessoa, anonima, que se manifesta no primeiro comentário, com relação a agua. Tapera, é uma das poucas cidades que tem muita agua, e da boa, no seu sob-solo, pois todo o abastecimento é via poços artesianos, e nunca teve problema algum. O curtume não tem nada a ver com isto. Outra coisa, se olharmos a história do planeta, as transformações do mesmo sempre aconteseram, desde que existe planeta, só não se tem registros, mas na pré história ja se falava no delúvio, arca de Noé, lembra. Só não morria mais gente porque não tinha, nem mais destruição, porque as cidades não existiam, ou se existiam, eram menores, ou não estavam as margens de mares, e ou encostas, então querer culpar, desmatamente, que voçe a proposito tenta atingir os agricultores, não tem sentido. E mais, antigamente não tinha desmatamento, porque não precisava produzir tanto alimento, por ter menos consumidores. As catastrofes, e as transformações do planeta, assim como nos milhares de anos até hoje, vão continuar no futuro, pode ficar tranquila quanto a isto. Apesar de tudo isto, evidente que o ser humano pode fazer muitas coisas para melhorar a qualidade de vida, e correr menos riscos, por exemplo, não construindo residencias, em encostas, próximo a riachos ou rios, cuidar de jogar no ambiente materias que não deterioram etc. abraço.

12 de março de 2011 20:19  
Anonymous Anônimo disse...

Ao das 20:19, sou o do 1º comentário pois bem.
Se as catástrofes continuarem nós devemos ficar tranquilos? É assim vc pensa em melhorar nosso planeta?
Vc deveria ler um pouco mais para saber de verdade o que escreve e então verá quem está equivocado. Se existia um tempo em que não havia pessoas para morrer ou cidades, também não existia o homem para destruir correto, e porém se hoje existe os homens as cidades, por nível de hierarquia será que a natureza está em primeiro plano ou o homem que surgiu quanto tempo depois? Leia abaixo o índice de pesquisa das nações unidas:

O relatório anual das Nações Unidas faz terríveis projeções para o futuro da humanidade. A ONU prevê que em 2050 mais de 45% da população mundial não poderá contar com a porção mínima individual de água para necessidades básicas. Segundo dados estatísticos existem hoje 1,1 bilhão de pessoas praticamente sem acesso à água doce. Estas mesmas estatísticas projetam o caos em pouco mais de 40 anos, quando a população atingir a cifra de 10 bilhões de indivíduos.
Mais de 1 bilhão de pessoas não têm acesso à água potável. Até o final do século, 3,2 bilhões sofrerão com escassez. No mundo todo, estima-se que 1,7 milhão de mortes anuais sejam causadas pelas águas poluídas, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde). E a poluição tende a crescer.

E o amigo diz que devemos ficar tranquilos?
Por acaso o amigo sabe de onde vem a água de poços artesianos? Vem de lençóis de água abaixo do subsolo (não contaminados)..
Um grande abraço...e ATENÇÃO.
Indico um livro a todos os blogueiros e a vc Sarico >> Atlas da Água", de Robin Clark.

13 de março de 2011 10:29  
Anonymous Anônimo disse...

Ao das 20,19
LEI AMBIENTAL

Seção III
Da Poluição e outros Crimes Ambientais


Art. 54. Causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultemou possam resultar em danos à saúde humana, ou que provoquem a mortandade de animais ou a destruição significativa da flora:

Pena - reclusão, de um a quatro anos, e multa.

§ 1º. Se o crime é culposo:

Pena - detenção, de seis meses a um ano, e multa.

§ 2º. Se o crime:

I - tornar uma área, urbana ou rural, imprópria para a ocupação humana;

II - causar poluição atmosférica que provoque a retirada, ainda que momentânea, dos habitantes das áreas afetadas, ou que cause danos diretos à saúde da população.

III - causar poluição hídrica que torne necessária a interrupção do abastecimento público de água de uma comunidade;

IV - dificultar ou impedir o uso público das praias;

V - ocorrer por lançamento de resíduos sólidos, líquidos ou gasosos. ou detritos, óleos ou substâncias oleosas, em desacordo com as exigências estabelecidas em leis ou regulamentos:

Pena - reclusão, de um a cinco anos.

§ 3º. Incorre nas mesmas penas previstas no parágrafo anterior quem deixar de adotar, quando assim o exigir a autoridade competente, medidas de precaução em caso de risco de dano ambiental grave ou irreversível.

13 de março de 2011 10:40  
Anonymous Anônimo disse...

e se os terremotos forem resultado da exploração do petróleo em águas profundas? http://margotbnews.wordpress.com/2010/03/26/earthquakes-expollution-theory/
Que tal começar a andar de bicicleta?

13 de março de 2011 13:03  
Anonymous Anônimo disse...

e o mundo acaba em 2012

15 de março de 2011 09:07  
Blogger Ricardo Joris disse...

Realmente terrível. Mas existe outra forma de "tsunami", o solar. Para mim, o fim do mundo mais provável acontecerá quando o Sol resolver esquentar o jogo aqui embaixo, e pode acontecer a qualquer momento:
http://www.gatosepapos.blogspot.com/2011/04/morte-da-internet.html
Abraço!

18 de abril de 2011 09:53  

Postar um comentário

Voltar ao blog



Posts mais recentes Posts mais antigos

 
Google
 

?timos Posts

E a estação rodoviária de Tapera?
Só a educação liberta. Epicteto
Ministros fora
Saldo de Carnaval
Mãe bandida e mentirosa
ANO NOVO
A beleza de Tapera
08 de Março – Dia Internacional das Mulheres
Carnaval em Tapera
América 2011

Arquivos

Agosto 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011 Março 2011 Abril 2011 Maio 2011 Junho 2011 Julho 2011 Agosto 2011 Setembro 2011 Outubro 2011 Novembro 2011 Dezembro 2011 Janeiro 2012 Fevereiro 2012 Março 2012 Abril 2012

 

 

 

WM INTERNET