ff

Blog do Sarico - (54) 8135 1778 - fabiocrestani11@gmail.com
segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012
É Tapera, mas poderia ser Avante

Nesta terça-feira (28), Tapera estará aniversariando, completando 57 anos. Revirando meu modesto arquivo encontrei alguns documentos da sua emancipação. Vou divulgar aqui alguns fragmentos desta história, cronologicamente. O que tenho é o apagar das luzes da Vila Tapera e a aurora do município de Tapera, ex-quarto distrito de Carazinho, dentro do poder lá em Porto Alegre.


17.10.1953 – Foi requerida junto à Assembleia Legislativa do Estado o credenciamento da Comissão Emancipacionista de Tapera e Selbach, que era composta por: João Batista Crestani (presidente), João Maximiliano Batistella, que mais tarde viria a ser prefeito de Tapera por três vezes e vereador em três oportunidades; Hugo Euclides Siega, Antônio Libório Bervian, Querino Alfredo Flach, Herbert Knobloch e Selvino Hartmann.


30.10.1953 – A Comissão Revisora da Divisão Territorial do Diretório Regional de Geografia, do IBGE, encaminha à Assembleia memorando com parecer favorável à emancipação de Tapera e Selbach.


06.11.1953 – O prefeito de Carazinho, Ernesto José Annoni, tenta impugnar a emancipação alegando que o novo município não atingiria o índice populacional exigido por lei: 12 mil habitantes.


09.11.1953 – O relator do processo de emancipação da Assembleia, deputado Vieira da Cunha, encaminha redação final determinando a consulta plebiscitária nos distritos de Tapera e Selbach.


03.12.1953 – O governador do Estado, em exercício, deputado João Caruso, veta o projeto de emancipação alegando que o mesmo era contrário aos interesses do Estado.


04.12.1953 – A Assembleia Legislativa comunica o Governo do Estado que rejeitou seu veto sobre a emancipação.


07.12.1953 – A Lei Estadual 2.200/53 autoriza a consulta plebiscitária em Tapera e Selbach. No mesmo dia o Governo do Estado determina a realização da consulta.


25.03.1954 – O diretor geral do Departamento Estadual de Estatística comunica o governador Ernesto Dornelles de que foi realizado o censo em Tapera e Selbach e que o mesmo custou aos cofres públicos a importância de Cr$ 33.633,00 (Trinta e três mil, seiscentos e trinta e três cruzeiros).


20.04.1954 – O Governo do Estado encaminha à presidência da Assembleia o resultado do censo: Tapera (6.754 habitantes) e Selbach (3.914 habitantes), o que totalizou 10.668 habitantes, 1.332 pessoas a menos dos que os 12 mil exigidos.


02.09.1954 – A Comissão Emancipacionista notifica o presidente da Assembléia discordando do resultado do censo, alegando desleixo e má fé de quem o realizou. Alguns dias depois entra no plenário da Assembleia o Projeto de Lei (405/54) que cria o município de Tapera.


14.12.1954 – A Assembléia Legislativa do Estado aprova o PL 405/54 que cria o município de Tapera. Sobre esta questão fico imaginando o tamanho da festa que deve ter acontecido aqui, e que reuniu primeira vez em uma comemoração os desafetos políticos da época. Outra coisa. Quanto tempo demorou a notícia da emancipação para chegar até o novo município?


SESSÃO – Na sessão de votação de criação de Tapera, o deputado Helmuth Closs disse que a região era eminentemente agrícola, de terras pobres e não férteis. Já naquela época se falava em desmatamento e o problema que ele causa às pessoas. Disse ainda que a subdivisão de terras é tão nociva quanto o latifúndio. Também que as terras da região não ofereciam uma produção em escala compensadora. Ele também lembrou da erosão, bastante acentuada por aqui, já era um problema naquele tempo.


O deputado Victor Graeff, interrompendo o colega Closs sobre o desmatamento em Tapera, disse que as árvores foram substituídas por milho, trigo, aveia, cevada, vinhedos e por um grande número de chaminés que começavam a surgir na vila. Ele também se referiu à zona industrial do novo município, certamente falando do curtume dos Mombelli.


O deputado Alfredo Carlson disse que tapera nunca poderia ser um bom nome para o novo município. Victor Graeff, discordando dele, disse que poderia ser, sim. O deputado Lino Braun disse que o nome Tapera é sugestivo pelo Rio Grande a fora, porque existem muitas fazendas no Estado, chamadas de Fazenda da Tapera, e que são prósperas.


Victor Graeff disse que o distrito tem indústria e que iria se desenvolver. Além disso, aqui existiam dois dos melhores hospitais do interior do Estado e um curtume, o maior da região serrana, como os grandes de São Leopoldo e Novo Hamburgo.


Mas, nestes documentos um em especial chama minha atenção e fala sobre o nome do novo município. Hoje, Tapera poderia ser chamada de Avante, caso, em 27 de outubro de 1953, tivessem dado ouvido à Comissão Revisora da Divisão Territorial do Diretório Regional de Geografia, do IBGE, que concordava com a emancipação da Vila Tapera, mas sugeria o nome de Avante para o novo município.


Parabéns Tapera pelos seus 57 anos. És quase uma sessentona, mas está bonita e charmosa e com grande futuro. Torcemos para que consigamos chegar onde queremos e merecemos. O pontapé já foi dado. Agora, dependerá única e exclusivamente dos seus filhos. De TODOS eles. Até mesmo dos poucos otimistas.


Postado por Sarico as 09:16 e tem 5 comentarios
5 Comments:
Anonymous Anônimo disse...

Parabéns minha querida Velha Tapera. Rancho de minha saudade. Rancho que foi minha vida. Rancho da felicidade.
Mesmo tendo saido há 40 anos, me considero Taperense nato e orgulhoso do torrão em que nasci. Está bonita e frondosa. Só falta cuidar de suas Águas e do esgoto.
Viva a nossa Tapera!

27 de fevereiro de 2012 10:01  
Anonymous Anônimo disse...

Avante, Tapera!

27 de fevereiro de 2012 10:02  
Blogger Feck disse...

CIDADE AVANTE, meu avô Geraldo Inacio Pereira me contava que era este o nome e creditava a idéia a Guido Mombelli.

27 de fevereiro de 2012 17:35  
Anonymous Anônimo disse...

Sarico, que legal essa passagem ai. Tu é o nosso historiador. Porque tu não eterniza estas tuas histórias (do município) em um livro? Daqui há pouco nós passaremos e as novas gerações não saberão nada disso. E agora que tu terá um jornal online, tuas obrigações com o nosso município aumentarão. Pensa nisso. E parabéns pelo teu trabalho.

28 de fevereiro de 2012 15:10  
Anonymous Anônimo disse...

MATOU A PAU DE NOVO, PARABENS GORDO.

28 de fevereiro de 2012 20:56  

Postar um comentário

Voltar ao blog



Posts mais recentes Posts mais antigos

 
Google
 

?timos Posts

Tapera começa a viver mais uma Toca do Coelho
O quiosque da Praça
Abandono de filhotes
Dano moral entre jornalistas
Ficha Limpa na administração
Os ministérios da burocracia
Acidente em Tapera com ônibus da Reunidas mata uma...
América/GF/Fepol realiza seu primeiro amistoso do ...
América/GF/Fepol x ADS (Sananduva)
Amistosos do América/GF/Fepol

Arquivos

Agosto 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011 Março 2011 Abril 2011 Maio 2011 Junho 2011 Julho 2011 Agosto 2011 Setembro 2011 Outubro 2011 Novembro 2011 Dezembro 2011 Janeiro 2012 Fevereiro 2012 Março 2012 Abril 2012

 

 

 

WM INTERNET