ff

Blog do Sarico - (54) 8135 1778 - fabiocrestani11@gmail.com
segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012
O Sack’s e o Carnaval

Há alguns dias postei aqui notícia sobre o baile de Carnaval que o Clube Aliança de Tapera promoverá nesta sexta (17), e apareceram vários comentários a respeito do saudoso e inesquecível Sack’s Blok, um dos maiores e melhores blocos de Carnaval de Tapera, e que desfilou toda a sua irreverência, alegria e animação pelo Clube e pelos clubes da região nos anos 70 e 80. Baile com a presença do Sack’s era garantia de sucesso. De salão lotado. O Sack’s fez história. E que história...


O Sack’S Blok era um grupo de amigos e de amigos destes amigos que se reunia faltando alguns dias para o Carnaval. Não tinha muita frescura e as coisas eram decididas pela maioria, democraticamente. Em menos de um mês para a folia, o pessoal se reunia, em uma grande festa e decidia a fantasia. Na verdade, não decidia nada porque a mesma era sempre igual: túnica branca, laço preto na cintura e lenço de cetim ou coisa parecida na cabeça para os homens, tudo bem simples. As mulheres tinham ainda um véu. O pessoal se reunia para fazer festa, numa espécie de avant-première. Enquanto outros blocos faziam fantasias belíssimas para desfilar no Clube Aliança, palco do maior Carnaval do Alto Jacuí e um dos melhores do interior do Estado, os ‘esfarrapados’ do Sack’s iam comprar tecido barato na Casa Paulista, loja de Abdes Samie Musa Dawud Ismail, pai do Jesus, do Isaac, do Sales e do Davi, libaneses que moraram durante muitos anos aqui em Tapera, e que integravam o bloco. Sua loja começou onde hoje está a Calçados Girassol e depois foi para o prédio onde está a Farmácia Tuiuti. No final dos anos 80 a família foi embora de Tapera.


A turma do Sack’s eram jovens, homens e mulheres, que estudavam fora de Tapera e que para cá vinham passar as férias e curtir o Carnaval. Com eles estava o pessoal que residia na cidade e outros de fora dela. O bloco era uma multidão que a cada ano aumentava de tamanho. Todo mundo queria entrar no Sack’s. O pessoal dizia que o bloco era da elite, mas não era e nunca foi, prova disso era a simplicidade da fantasia e a liberdade para entrar e sair dele. O bloco, folgadamente, tinha mais de 200 pessoas a cada ano. Alguém pode achar o número pequeno se comparado com os blocos atuais, mas imagine a população taperense há 30 anos.


Na sexta, antes do baile de abertura, que era regional porque toda a região vinha para cá, a galera se reunia em algum lugar para esquentar os ‘motores’, com muita música e cerveja, afinal era Carnaval e Carnaval sem animação, boa música, cerveja e mulher bonita, não era Carnaval e em Tapera e no Sack’s isso sempre teve, graças ao bom Deus.


Entrei no Sack’s em 1975 pelas mãos do meu irmão, Vitor. Tinha 14 anos quando fui pela primeira vez a um baile adulto no Clube. Não esqueço jamais a emoção vivida, pois fazer parte do Sack’s era um sonho e uma conquista e ir no Carnaval de noite então...


Lembro que o meu irmão chegava em casa do trabalho, tomava um banho e ia deitar para descansar, pois a noitada seria longa. Impaciente, não via a hora dele acordar para irmos para a concentração e de lá para o Clube. O Vitor levantava por volta de 22h, comia alguma coisa reforçada para agüentar a noitada e saiamos para a concentração, que acontecia em algum ponto da cidade. Chegando lá o pessoal já estava em festa o que era a garantia de sucesso do Carnaval taperense. Entre meia-noite e uma hora o Sack’s rumava para o Clube Aliança. E na frente do CA havia uma multidão acompanhando o movimento na entrada, e quando aparecia o bando de loucos, vestindo túnica e lenço, fazendo a maior festa e muito, mas muito barulho, as atenções se voltavam toda para ele. Poderia estar a presidente Dilma na frente do Clube que as atenções seriam todas para o Sack’s. O Clube literalmente parava quando o bloco entrava. Parávamos na entrada do salão, aguardando nossa vez de entrar na pista. Se era o Continental, do Alcindo Sasse, quem animava o baile, os músicos conheciam a música-hino do bloco. Mas, se o conjunto era de fora um dos integrantes, normalmente o João Delmar Maldaner, o Banana, atual presidente do Clube, ia até os músicos pedir que tocassem a tal música. Depois da que estava sendo tocada – uma marchinha – o conjunto tocava a tradicional “Taratarataratara...”, que usavam para anunciar algo importante. E quando largavam o “Olha o bloco dos sujos que não tem fantasia, mas que traz alegria para o povo sambar...” aquela avalanche de gente entrava na pista causando o maior tumulto. O Clube vinha abaixo. O Sack’s era mesmo uma loucura e o baile, que já estava em andamento, começava de fato com a sua chegada.


Alguns anos depois surgiu em Tapera a Verde e Branco para participar do Carnaval de rua da cidade. Na verdade o bloco veio para ocupar o espaço que o Sack’s tinha proporcionado em função da saída de alguns de seus integrantes por motivos diversos como casamento, trabalho, transferência e idade. Com a saída desse pessoal o Sack’s foi diminuindo e seu brilho e animação já não eram mais os mesmos, até que parou no final dos anos 80. Não lembro a data. Ai formaram o UniSack’s, mas ai já é uma outra história. E o Carnaval de Tapera já era bem outro. Alguns dos ex-integrantes do Sack´s fundaram o Kaxkalho e o Maracangalha e outros foram para outros blocos da cidade.


Muitos blocos ajudaram a fazer a história do Carnaval taperense: Alegria Alegria, Oba Oba, AABB, Kaxkalho, Maracangalha, Rei do Trago, entre outros. Nosso Carnaval teve altos e baixos, alternando bons e maus momentos. Tapera chegou a fazer quatro bailes adultos que ultrapassava em muito a capacidade do CA. Mas, os anos foram passando até que os bailes cessaram por falta de público. Lembro de um, realizado há poucos anos, em que a banda iniciou o baile com o salão praticamente vazio. Tocou menos de meia hora e parou. Aquele baile foi a pá de cal no maior e melhor Carnaval do Alto Jacuí. Foi constrangedor aquilo. Acontece que o Carnaval que tínhamos já não era visto com os mesmos olhos pela juventude, filhos e filhas da geração que viveu o Sack’s Blok e os demais blocos taperenses. Os gostos e as músicas também eram outros.


ÁGUA – Entre o final dos anos 70 e metade dos 80, no domingo de Carnaval, havia o Carnaval D’Água na frente do Clube Aliança. O pessoal fechava a Avenida XV de Novembro e esperava os ‘desavisados’ para lhes molhar. Tapera toda sabia que passar na frente do Clube, naquela tarde, resultaria em roupas e cabelos molhados. Todo mundo ia para lá. Quem não queria se molhar assistia tudo de longe. O pessoal gostava de passar de carro com os vidros fechados, claro. O banho dado levava ao delírio quem estava dentro. E também os de fora. Ai, certo ano deu um problema com alguém da cidade e a festa acabou, para tristeza geral. Tapera toda lamentou aquilo, mas era um indício de que o Carnaval seguia para uma direção, sem volta.


E agora volta o Banana, um dos fundadores do Sack´s, para comandar o Carnaval de Tapera, desta feita a frente do Clube Aliança. Ele me disse que iria conversar com os blocos de Tapera e abrir o Clube para os foliões. Se fizer isso e conseguir que os blocos daqui convirjam para o CA, colocará facilmente as mil pessoas que deseja colocar no salão e vai resgatar o Carnaval de Tapera, pelo menos boa parte dele.


O baile deste ano não será aquele de outrora, sabemos, mas se tiver público e gente bonita será muito bom. E é isso que importa. Hoje, para essa meninada que ai está, o Carnaval tem outro sentido. Ele é brincado de outra forma. Então, é torcer para que tenhamos uma grande festa de Momo e que volte a alegria, a animação e a beleza ao salão do Clube Aliança de Tapera. Vou torcer por isso. De repente darei uma olhada no baile. E lá, várias vezes olharei para a porta para ver se não vai surgir por ela um bando de loucos, vestindo túnica branca e lenço na cabeça, cantando e pulando e pedindo passagem para pular no salão do Clube, de mãos dadas com alguém especial, em mais um Carnaval na vida de todos nós.


Um bom Carnaval a todos. E cuidado com a BEBIDA. E se beber, fique longe do volante.

Postado por Sarico as 15:16 e tem 18 comentarios
18 Comments:
Anonymous Anônimo disse...

Belo texto Sarico. Para quem passa o tempo todo te criticando, ir às lágrimas no final, não é mole.
Por que tu não é assim sempre?

13 de fevereiro de 2012 16:34  
Anonymous Anônimo disse...

não levo muita fé neste baile do clube

13 de fevereiro de 2012 17:49  
Anonymous Anônimo disse...

Saudades do Rei do Trago!!!!!

13 de fevereiro de 2012 22:28  
Anonymous Anônimo disse...

Sarico, maravilha de texto. Ele me tocou profundamente e a minha esposa também. Os nossos filhos com certeza vão vê-lo. Parabéns a você novamente. E tomara que o Carnaval volte ai na nossa Tapera. Abraço.

13 de fevereiro de 2012 22:52  
Anonymous Anônimo disse...

Os blocos de hoje não são mais como os de antigamente, mas fazem jus ao carnaval taperense! Os Meketrefes, Kxutz, Peraê e outros, são animados, gostam de festa e movimentam nossa cidade e a região! Não é mais como era uma vez... os tempos mudaram... mas a garotada não deixa a peteca cair, e faz bonito quando sai na rua para festejar!

14 de fevereiro de 2012 00:00  
Anonymous Anônimo disse...

saudades daquele tempo.... que não voltam mais....

14 de fevereiro de 2012 00:05  
Anonymous Anônimo disse...

Não podemos deixar de citar o bloco do 100 Futuro que sempe foi um bloco unido e muuuito festeiro também...Campeão 3 vezes consecutivas representa muito bem a animação e o empenho em fazer carnaval.
Saudades daqueles velhos, e nem tão velhos assim, carnavais!!!

14 de fevereiro de 2012 08:05  
Anonymous Anônimo disse...

Grande Sarico, sempre matando a pau. Parabéns pelo texto. Simplesmente emocionante. E Vamos para o Aliança nessa sexta.

14 de fevereiro de 2012 08:53  
Anonymous Anônimo disse...

Sarico,meus parabéns. Muito legal. Eu tava nessa. Só que na foto eu reconheci só você e o Caco Bervian. Quem são os outros locos do Sak`s? E para onde andam esses malucos? Ô tempo bom!

14 de fevereiro de 2012 11:12  
Anonymous Anônimo disse...

E o Bloco do Casais sempre presente.Mesmo que não seja em nº de componentes, mas estará lá novamente.

14 de fevereiro de 2012 13:12  
Anonymous Anônimo disse...

Exatamente. Não dá para esquecer o Bloco dos Casais. Muito bem lembrado.

14 de fevereiro de 2012 14:49  
Anonymous Anônimo disse...

Amigo Sarico, nós que temos filhos e filhas devemos incentiva-los a ir no Clube pois aqui estarão perto de nós. A volta do carnaval para os que vão para Ijuí, Cruz Alta, etc é um horror. Nós país temos uma responsabilidade muito grande em relação a isso. Lindo o texto. Parabéns.

14 de fevereiro de 2012 16:37  
Anonymous Anônimo disse...

Essa juventude de hoje só quer saber de encher a cara de cerveja. Beber até cair, acabam não aproveitando nada. E o pior se acham espertos.

14 de fevereiro de 2012 16:38  
Anonymous Anônimo disse...

sarico essa bebedera da piazada guris e gurias é um problema. Uma pena! Texto muito bonito! Parabvenz!

14 de fevereiro de 2012 16:52  
Anonymous Anônimo disse...

Baita testo Sarico. Parabenz!

14 de fevereiro de 2012 17:26  
Anonymous Anônimo disse...

Sarico bem que poderia ter um bloco de casais daquela época,seria mt legal movimentaria mt o baile do clube,e assim os jovens k sabe ficariam por aqui. Paranéns pelo texto.

14 de fevereiro de 2012 22:45  
Anonymous Anônimo disse...

Que pena que não tem bloco de casais, com certeza o baile do clube seria bem maior.

16 de fevereiro de 2012 22:26  
Anonymous Anônimo disse...

Cadê nossos casais?

16 de fevereiro de 2012 22:27  

Postar um comentário

Voltar ao blog



Posts mais recentes Posts mais antigos

 
Google
 

?timos Posts

O prefeito não levou
A solidão dos acompanhados
Todos em greve
Será que os professores gaúchos entrarão em greve ...
Barcelona
13ª Toca do Coelho
Tapera assina PAC II com a CEF. Investimentos serã...
PMDB taperense se reuniu
Shows em Tapera
Controle da mídia, de novo

Arquivos

Agosto 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011 Março 2011 Abril 2011 Maio 2011 Junho 2011 Julho 2011 Agosto 2011 Setembro 2011 Outubro 2011 Novembro 2011 Dezembro 2011 Janeiro 2012 Fevereiro 2012 Março 2012 Abril 2012

 

 

 

WM INTERNET