ff

Blog do Sarico - (54) 8135 1778 - fabiocrestani11@gmail.com
segunda-feira, 26 de março de 2012
Justiça sem apelação

Rod Blagojevich, governador do Estado de Illinois, nos EUA, começou nesta semana a cumprir pena de 14 anos na penitenciária. Isso é algo que aqui no Brasil não existe. E nunca vai existir.

Sabe qual o crime do governador em pleno mandato? Ter sido flagrado pelo FBI, a Polícia Federal dos EUA, quando negociava a vaga de senador, aberta com a saída de Barack Obama, em 2008. O cara não roubou. Agora, imagine se tivesse roubado... Obter favorecimento é crime dos grandes nos EUA como pode se ver pela pena a ele aplicada. Nos States, quem transgrede a lei, seja quem for, recebe castigo exemplar.

E tem mais. Blago, como é chamado pelos íntimos, foi condenado em junho de 2011 por diversos crimes, sendo o mais grave deles o de tentar negociar a cadeira de senador. Escutas telefônicas interceptadas pelos agentes federais foram provas suficientes para sua cassação pelo legislativo local e posterior condenação.

No Brasil, quantos crimes bem mais graves do que este foram interceptados pela polícia, com escutas autorizadas pela Justiça, e nada aconteceu? NADA! Aliás, aqui no Brasil parece que a Justiça é municipal.

Nos EUA, não existe a figura do suplente de senador. Quando há uma vaga, cabe ao governador do Estado ao qual pertencia o senador ausente nomear o substituto. Simples e barato.

Lembrei de alguns casos (bem) famosos: Jorgina de Freitas, fraudadora do INSS e que fugiu para o exterior, e que agora, de volta ao Brasil, ganhou um cargo no governo do Estado do Rio de Janeiro. Ela devolveu bem pouquinho do que “ganhou”. O caseiro do ex-ministro Antônio Palocci, que passou a ser acusado de agente da oposição. Palocci afastou-se do governo, mas os bens foram preservados. Jacqueline Roriz, filha do ex-governador de Brasília, Joaquim Roriz, pega recebendo dinheiro na época de sua campanha eleitoral. Muitos ficaram chocados, mas seus pares na Câmara resolveram perdoá-la, acreditando que inocentemente “não sabia de nada” e aquele dinheiro nem lhe pertencia. Teve, ainda, aquele grupo de corruptos flagrados enquanto dividiam o dinheiro da propina. Um deles, demonstrando sua religiosidade, chamou os amigos para fazerem uma oração em agradecimento pela dádiva recebida. Dá para levar a sério?

Com tantas evidências não vimos nenhum político pagar um preço alto por suas falcatruas e corrupção. O povo brasileiro, por seu comodismo, não dá mostras de que está revoltado de tanto pagar impostos e ver o dinheiro público, que é seu, sendo usado de maneira indevida, enquanto serviços públicos de utilidade para a população continuam ausentes ou em precárias condições.

Postado por Sarico as 10:50 e tem 2 comentarios
2 Comments:
Anonymous Anônimo disse...

Acho qu o povo brasileiro não lê teu blog. Andam dizendo por aí que aumentou o índice de aprovação da Dilma, em recente pesquisa.
Tu vai publicar?

26 de março de 2012 11:26  
Anonymous Anônimo disse...

É verdade pior que tem gente que não poderia votar. Votar é para quem tem visão longa.

27 de março de 2012 07:10  

Postar um comentário

Voltar ao blog



Posts mais recentes Posts mais antigos

 
Google
 

?timos Posts

Namorada de ministro do STF defendeu três acusados...
Nova escuta complica Demóstenes
América venceu a AGSL em grande jogo em Tapera
Hoje tem América no Poli
Frio solidário
Educação
Para senador, políticos ganham mal
Demora para julgar mensalão
Brecha para ficha-suja
Brasileiros montam fábricas lá fora para vender aq...

Arquivos

Agosto 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011 Março 2011 Abril 2011 Maio 2011 Junho 2011 Julho 2011 Agosto 2011 Setembro 2011 Outubro 2011 Novembro 2011 Dezembro 2011 Janeiro 2012 Fevereiro 2012 Março 2012 Abril 2012

 

 

 

WM INTERNET