ff

Blog do Sarico - (54) 8135 1778 - fabiocrestani11@gmail.com
segunda-feira, 26 de março de 2012
Namorada de ministro do STF defendeu três acusados do Mensalão

Segundo a revista Veja, a advogada Roberta Maria Rangel, ex-sócia e atual companheira do ministro do STF, José Antonio Dias Toffoli, trabalhou na defesa de três acusados do Mensalão, na ação penal: José Dirceu, Paulo Rocha e professor Luizinho.

Antes de assumir o cargo de ministro do STF, em 2009, Toffoli foi advogado do PT, assessor jurídico do então ministro José Dirceu, e advogado-geral da União. Para juristas, apenas essa relação funcional com o grupo acusado de comandar o maior esquema de corrupção da história do País, já seria um motivo suficiente para que Toffoli considerasse a hipótese de se afastar do julgamento, cujo início está previsto para maio.

Até 2007, quando assumiu a chefia da Advocacia-Geral da União, Toffoli foi sócio do escritório Toffoli & Rangel, junto de Roberta Maria Rangel.

O julgamento do Mensalão, pelo STF, já começa em suspeição.

Postado por Sarico as 10:49 e tem 12 comentarios
12 Comments:
Anonymous Anônimo disse...

A revista Veja publicou que o Toffoli ainda não tomou a decisão, e que não vê motivos para não participar, em princiípio.
Contudo, vindo da Veja, melhor ficar com um pé atrás.
Por que não criar, neste blog,a seção: "Eu li na Veja", já que ela contribui com seus comerciais?
E depois comparar as consequências?

26 de março de 2012 11:32  
Anonymous Anônimo disse...

ESTE POVO DO PT TA MAIS SUJO DO QUE PAU DE GALINHEIRO.

26 de março de 2012 15:25  
Anonymous Anônimo disse...

Consequências não terá nenhuma porque, até hoje a VEJA não teve que se retratar dessas acusações, porque todas, no final se confirmam.Não adianta botar a culpa no sofa, conforme o provérbio.

26 de março de 2012 15:50  
Anonymous Anônimo disse...

Hoje é um dia daqueles.
Não acerto uma.
Mas que mau humor. Não tenho culpa de ter lido a Veja. Ela está anunciada nesse blog. É que "às vezes" ela se engana ( e quem lê se engana mais ainda) e os processos comem frouxo (desculpe 15:50).

26 de março de 2012 17:26  
Anonymous Anônimo disse...

Atenção 15:50

A mesma operação da Polícia Federal que fragrou o senador Demóstenes com a boca na botija, mostram sinais incontestes da associação criminosa da revista com o bicheiiro Carlinhos Cachoeira, que está preso.

FORAM MAIS DE 200 TELEFONEMAS TROCADOS ENTRE ELE E O DIRETOR DA SUCURSAL DA VEJA, EM BRASÍLIA, POLICARPO JR.

Nestes telefonemas, Policarpo informa Cachoeira sobre as matérias publicadas, trocam informações e recebe elogios.

Será que a Veja, nesses 200 telefonemas (esse número é avassalador) estava querendo tirar o sofá da sala?

26 de março de 2012 18:48  
Anonymous Anônimo disse...

TU E UM CASO PERDIDO (18:48)

27 de março de 2012 08:09  
Anonymous Anônimo disse...

para de perde tempo e fasa algo bom pro teu município e teus semelhantes

27 de março de 2012 08:28  
Anonymous Anônimo disse...

CONTINUO FALANDO, ESTE POVO DO PT TA MAIS SUJO DO QUE PAU E GALINHEIRO

28 de março de 2012 12:17  
Anonymous Anônimo disse...

Que tal a valentia da Dilma, hein?
Frente a frente com a fina flor da mentiragem da Veja, Eurípedes Alcântara, Lauro Jardim, Policarpo Júnior e Thaís Oyama, "surpreendentemente tranquila e serena", como eles próprios escreveram. Até as fotos foram bem escolhidas, e também surpreendentemente, não degradaram a Presidente.
E chama atenção o fato de que, para conseguir esta entrevista, a Veja não precisou arrombar portas, subornar porteiros, escutar telefonemas sem anuência da Justiça, criar grampos sem áudio, dossiês fantasmas, criar fatos sem provas (dinheiro na garagem de Ministério), conviver com bandidos e bicheiros (Carlinhos Cachoeira e Daniel Dantas), enfim, toda essa parafernália comum ao jornalismo marrom que ela pratica no seu dia a dia.
Mais uma prova de que ser apenas pragmático ainda vale a pena. Bastou pedir.

P.S.: Está nascendo aí uma grande estadista.

28 de março de 2012 16:22  
Anonymous Anônimo disse...

Vi na Globo, hoje:

Repórteres: "E a crise, Presidenta?"

"Que crise?" respondeu Dilma. E acrescentou rindo:

"Vocês criam uma crise e depois têm que fazer com que a crise desapareça".

Só faltou dizer: "Agora se virem..."

29 de março de 2012 22:43  
Anonymous Anônimo disse...

A Dilma teve de encarar o PMDB de frente e isso não é crise? Pelo amor de Deus!

30 de março de 2012 07:38  
Anonymous Anônimo disse...

É só acender a luz, que o PMDB muda até de cor.

30 de março de 2012 19:26  

Postar um comentário

Voltar ao blog



Posts mais recentes Posts mais antigos

 
Google
 

?timos Posts

Nova escuta complica Demóstenes
América venceu a AGSL em grande jogo em Tapera
Hoje tem América no Poli
Frio solidário
Educação
Para senador, políticos ganham mal
Demora para julgar mensalão
Brecha para ficha-suja
Brasileiros montam fábricas lá fora para vender aq...
Mercado internacional de armas

Arquivos

Agosto 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011 Março 2011 Abril 2011 Maio 2011 Junho 2011 Julho 2011 Agosto 2011 Setembro 2011 Outubro 2011 Novembro 2011 Dezembro 2011 Janeiro 2012 Fevereiro 2012 Março 2012 Abril 2012

 

 

 

WM INTERNET